03/12/2020 às 18:07 Para Fotógrafos

Antes de Começar - Aonde armazenar seus arquivos.

226
4min de leitura

Este é o primeiro artigo deste novo projeto que tem como objetivo ajudar fotógrafos que estão iniciando a sua carreira ou até mesmo já tenham uma boa noção sobre pós-produção, mas que tenham dificuldades no seu fluxo de trabalho.

Desde que iniciei minha jornada na fotografia, sempre tive em mente que o primeiro pilar do meu negócio seria a organização, não poderia de forma alguma atrasar a entrega de algum trabalho, perder arquivos de clientes ou fatos parecidos que vemos (com bastante frequência por aí neste mercado). E de fato levo isso muito a sério, com mais de 3 anos de profissão, venho registrando formaturas, casamentos, ensaios e trabalhos corporativos, tenho muito orgulho em dizer que nunca atrasei um trabalho sequer, muito pelo contrário, sempre consigo entregar o material antes do prazo combinado, o que acaba se tornando um diferencial no meu trabalho.

Mas como isso é possível, sendo que trabalhamos sempre com agenda apertada, em determinados períodos do ano, temos eventos todos finais de semana, retratos e ensaios durante a semana e somado ao fato de trabalhar sozinho? Ou seja, eu atendo, fotografo, edito e gerencio o negócio - A resposta é simples! Organização! Esse é o grande segredo para um Fluxo de Trabalho redondo e em dia. Neste projeto não irei falar muito sobre tratamento de fotos, a ideia é organizar o seu fluxo de trabalho, desde o momento que você volta pra casa com os cartões de memória cheio de fotografias.

Começa aqui! - Para iniciar essa jornada, antes de qualquer outra coisa, é preciso saber aonde você irá armazenar suas fotografias. 

Antes de abrir o software e mergulhar na importação de fotos no Lightroom, é preciso escolher com cuidado aonde você irá armazenar seus arquivos brutos, aqueles que saíram direto da sua câmera. Parece uma escolha simples, mas diferente do que você pode imaginar, é a primeira decisão relevante para o seu fluxo de trabalho. Lembre-se que você precisa ter em mente quantas fotos você pretende capturar nos próximos anos, quantas você deseja gerenciar no Lightroom, e precisa garantir que terá espaço suficiente para trabalhar com elas nas próximas semanas ou meses, dependendo do seu volume.

Vou falar para você como eu costumo trabalhar e que tem funcionado muito bem para mim: 

1- A primeira recomendação que eu posso te dar é que você tenha em seu computador, dois Discos Internos para armazenamento (se o seu computador/notebook permitir), um disco SSD e um HD tradicional. Mas por quê? No próximo artigo irei entrar em detalhes sobre essa questão, mas a ideia é que você possa armazenar o seu Catálogo do Lightroom no disco SSDe as suas fotografias no disco tradicional. Desta forma o software irá trabalhar com muito mais velocidade. Ok, mas meu computador não permite essa configuração! Bom, então opte por um disco SSD e um HD externo.

2- Segunda recomendação: Crie um catálogo para cada trabalho, desta forma o software não ficará sobrecarregado com milhares e milhares de fotografias. Criando um catálogo diferente para cada Job, você consegue organizar melhor seu fluxo e também utilizar as coleções inteligentes de forma mais assertiva.

Separação de Catálogos por trabalho.

3- No seu HD secundário ou externo você irá criar uma pasta Raiz, para armazenar uma pasta para cada trabalho, o segredo é manter todos os arquivos dentro desta pasta raiz, mesmo que dentro dela você crie dezenas de outras. Eu trato aqui na minha empresa como Projeto, ou seja, cada Job é um projeto com início, meio e fim, então eu crio uma pasta com o nome do projeto e dentro dela divido por pastas (RAW, JPG Exportadas, DNG, Blog, etc.).

Pasta raiz onde armazeno todos os trabalhos que estão rodando.

Estrutura de pastas interna - Pasta do cliente.

4- Cheguei em casa, a primeira coisa é copiar todos os arquivos RAW para dentro da pasta do cliente e em seguida eu faço um Backup (uma segunda cópia de segurança para um outro disco externo), pois, sei que logo irei precisar formatar os cartões e preciso ter pelo menos duas cópias destes arquivos, como mencionado, meu HD de arquivos fica dentro do notebook, então se caso aconteça algum problema, eu tenho os mesmos arquivos em outro disco.

Pasta arquivos RAW - Direto da Câmera.

É esta pasta que irei importar no LR no próximo passo.

Esta é a primeira etapa do Fluxo! Respeitando esses critérios, será muito mais fácil de trabalhar com os arquivos, realizar os seus backups e organizar o seu fluxo. No próximo artigo vou falar um pouco sobre porque utilizar dois discos, a importância do disco SSD e a criação do catálogo. Acompanhe!

Acesso ao Curso de Edição e Fluxo de Trabalho no Lightroom: aqui

03 Dez 2020

Antes de Começar - Aonde armazenar seus arquivos.

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

Fluxo de Trabalho Fotografia Lightroom Pós-Produção

Quem viu também curtiu

16 de Mar de 2021

Utilizando Coleções Inteligentes para Automatizar

01 de Abr de 2021

Curso Edição e Fluxo de Trabalho para Fotógrafos no Adobe Lightroom!

04 de Dez de 2020

Armazene seus Catálogos do Lightroom no disco SSD!

Olá, que alegria ter aqui! Sinta-se a vontade em me chamar no Whats.
Logo do Whatsapp