Imagem capa - Vamos falar sobre PATERNIDADE ?!  por Matheus Salvador
Artigos

Vamos falar sobre PATERNIDADE ?!


O conceito da Paternidade tem mudado muito de tempos para cá! Já não é mais novidade para ninguém que os Pais precisam ser participativos em todos os momentos da vida de seus filhos e principalmente na divisão de tarefas relacionadas as rotinas da criança e afazeres da casa.

Todos os anos, em agosto, comemoramos a data de Dia dos Pais, você conhece a origem dessa data comemorativa? Reza a lenda que a data foi criada nos EUA, por volta de 1900, quando Sonora Louise Smart Dodd teria tido a ideia de homenagear seu pai, um veterano da Guerra Civil Americana, que após a morte de sua esposa, precisou criar seus filhos sozinho. No Brasil o Dia dos Pais foi introduzido por volta de 1950 e podemos afirmar que o papel do Pai hoje é bem diferente do que 70 anos atrás, quando a função do homem era prover recursos para a casa e não se envolvia com mais nada, nem na criação dos filhos e tão pouco nas tarefas domésticas.

Acredito que, ainda hoje, quando pensamos no papel do pai na criação dos filhos, muitas vezes o vemos como coadjuvante. Infelizmente ainda existe a ideia de que o Pai é o provedor de recursos, quem coloca a comida na mesa, paga a escola e conta uma história de vez em quando.

Independentemente de falarmos em ascensão da mulher na sociedade (se comparado a alguns anos atrás), eu acredito veementemente que o papel do pai vai muito, mas muito além disso que falamos até agora e sobre isso que quero conversar com vocês.

“O Pai Moderno”. Usarei este termo apenas como modo de diferenciação, pois, não acredito que seja muito adequado. Pai é Pai e ponto, mas servirá para colocar um marco na história.

O Pai moderno precisa ser participativo e dividir TODAS as tarefas do cotidiano com a mãe. O pai educa, dá conselhos, ensina a comer, a ler - prepara o filho para o mundo. O pai deve estar presente em todos os momentos da vida dos filhos, assumir a responsabilidade de participar ativamente no crescimento do seu pequeno, puxar para si os deveres que antes só cabiam à mãe. E não somente isso, o pai moderno tem o dever de atuar constantemente nos afazeres domésticos também.   

O pai moderno não tem o direito de perder nenhum capítulo da vida do seu filho. O pai precisa estar presente no momento do parto, na troca de fraldas, dar banho, acordar de madrugada, levar para escolinha, brincar, ler, trocar mais fraldas, sair mais cedo do trabalho para resolver algum perrengue, faltar trabalho se preciso for para cuidar do filho, ajudar no dever de casa - ensinar o caminho do bem. Apoiar em todo e qualquer desafio ou dificuldade que possa surgir.

Precisamos entender, papais, de uma vez por todas, que isso não é um bicho de sete cabeças, a fralda suja de cocô não é um monstro que vai te atacar no meio da noite. Precisamos entender que tudo isso (ser pai) é algo especial e precioso demais para deixar passar e principalmente deixar de aproveitar essa oportunidade única de se conectar com seu filho. Pense bem, você não carregou essa criança por 9 meses, ela não saiu de dentro de você, você não tem a menor possibilidade de amamentar. Qual a sua chance então? TODOS, mas todos os momentos que citei acima, e poderia citar muitos outros, são oportunidades de se conectar com esse serzinho maravilhoso que não sabe nada sobre a vida.

Paternidade é isso, criar um laço entre vocês, que vai ser fundamental na vida dessa criança. Quanto mais perto ela estiver de vocês, pode ter certeza que mais forte ela estará preparada para enfrentar as dificuldades da vida no futuro. Posso afirmar que muitos de nós, temos vários “problemas” hoje em dia (seja insegurança, medos) por falta de um vínculo bem fortalecido com nossos pais.

Pois bem, agora temos uma chance de mudar isso, de fazer algo incrível por nossos filhos e para o planeta. Pois, é isso que precisamos acima de qualquer outra coisa, de pessoas do bem, de pessoas equilibradas e com inteligência emocional forte.  

Antes de pensar em que mundo vamos deixar para nossos filhos, precisamos pensar em que filhos vamos deixar para o mundo!